terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Estante em Madeira Pinus

O quarto de bagunça estava intransitável.  Materiais de jardinagem, escadas,  sobra de materiais elétricos e hidráulicos, tudo colocado em caixas e no chão, isso sem falar do rastelo na parede, máquina WAP, cortador de grama e etc. Hora de colocar ordem na casa e organizar o espaço.

Para este trabalho foram compradas 11 tábuas de pinus (pranchas de 3m cada por 30cm de largura), 4 barras de sarrafos de 3m de 5 x 2 cm, parafusos de 38mm e 50mm e buchas. O pinus foi escolhido pelo custo x benefício e também pelo fato de tratar-se de madeira renovável e ecologicamente correta.

Vale lembrar que o pinus foi muito rejeitado no passado mas, atualmente, numa verdadeira batalha para sobrevivência do planeta, esta madeira acabou por ganhar força de uso. Para quem não conhece veja ao lado imagem da árvore pinus.





Por tratar-se de uso interno e por precaução, utilizei para acabamento o “verniz stain”, hoje produzido pelos diversos fabricantes e com nomes diferentes como por exemplo: Verniz Stain Impregnante da Suvinil; Polistein da Sayerlack; Coralstein, da Tintas Coral e Osmocolor Stain, da Montana.


A opção Verniz Stain Impregnante da Suvinil protege a madeira contra fungos, raios solares (que não é o caso) e impermeabiliza contra água.  O acabamento realça os veios naturais da madeira e aproveitei para escolher a tonalidade mogno. Veremos as diversas fases da construção e acabamento.

Diferente dos vernizes tradicionais, a proposta deste Verniz de Alta Performance é especialmente penetrar na madeira, evitando rachaduras, trincas e a formação de bolhas no acabamento. Sua formulação é menos viscosa. Fornece ação selante e acabamento ao mesmo tempo.
O encerramento do trabalho ocorreu após três mãos do verniz stain que foram realizadas em dois finais de semana distintos. Na montagem das prateleiras os sarrafos foram parafusados tanto na madeira quanto na parede dando firmeza a estrutura da estante. O corte no tamanho correto também foi indispensável para o travamento geral do móvel que ficou apto a suportar materiais mais pesados.
Outro detalhe importante do travamento foi que as ultimas prateleiras (parte de baixo) foram parafusadas nas duas colunas verticais. As demais prateleiras somente foram encaixadas na estrutura.


Finalizada a montagem, hora de devolver todas as coisas agora no seu devido lugar. A distribuição foi feita de acordo com o projeto idealizado, espaços para as peças grades como escadas e etc já haviam sido deixados propositadamente.

Também fiz uso de algumas barricas de textura para ajudar na organização, principalmente de peças de materiais elétricos e hidráulicos e da parte de jardinagem para armazenar os formicidas e fertilizantes.

Enfim pronto, que diferença hein?

21 comentários:

  1. Se minha casa não fosse de aluguel, seria isso que eu faria no quarto da bagunça.

    Adorei o projeto.

    ResponderExcluir
  2. Muitoo bom seu blog..tirou minha dúvida sobre essa madeira e ainda me deu uma dica de como montar minha prateleira..Obrigada Parabéns
    Ellen Cristina

    ResponderExcluir
  3. Claudia e Ellen, obrigado por prestigiarem o blog. O objetivo é esse mesmo, dividir experiências e idéias simples.

    Abraços.

    Guto

    ResponderExcluir
  4. Ola Guto! Que tipo de ferramentas preciso para realizar ideias como essa sua? e o que voce usou para dar essa coloracao nas taboas de pinho? Parabens pelo Blog. muito legal.

    ResponderExcluir
  5. Olá Fabio, obrigado por prestigiar o”Lazer na Madeira”.

    Como os meus trabalhos são rústicos e eu não tenho a necessidade de um acabamento fino, realizo todos os cortes com uma serra tico-tico. Alias, recomendo essa serra para os iniciantes de marcenaria já que minimiza o risco de acidentes (serras circulares exigem um pouco mais de experiência).

    A coloração da madeira pinho foi dada com o próprio Verniz Satin na cor mogno. Existem outras cores, vale a pena ver no catálogo Suvinil.

    Abraços.

    Guto

    ResponderExcluir
  6. Oi Guto, muito bom seu blog, parabéns.

    Eu fabrico Bancos de Jardim com Ipê, Parajú, Cedrinho e algumas outras madeiras de lei, só que o mercado pede mercadorias com preços mais baixos e já dei uma pesquisada e hoje são feitos vários móveis em pinus. Será que o pinus tratado com 3 demãos de um Stain de boa qualidade irá suportar sol e chuva sem apodrecer rapidamente? O que pode me opinar? Obrigado.

    ResponderExcluir
  7. Olá Marcelo,

    Obrigado por visitar o blog!

    A minha experiência com pinus é a utilização apenas em ambientes internos, logo, a função do stain fica mais para a preservação da madeira contra humidade e fungos e para isso parece ser eficaz. Para ambiente externo eu acredito no potencial do pinus tratado. Você já deve ter visto aqueles depósitos americanos construídos próximos as casas e em madeira, certo? Eles são vendidos como kit e, para mim, a madeira beira o pinus ou outra semelhante.

    Mas qual a diferença? Eles usam o pinus ou semelhante, tratado com método de pressão a vácuo onde a madeira perde toda a seiva e fica seca, mais resistente e com durabilidade de mais de 10 anos. É o tal do Autoclave. Existe até um padrão de especificação chamado AWPA – American Wood Preserver Association e que parece reger as especificações desse trabalho.

    No Brasil você poderá ver muita gente já comercializando esse material mas não sei a qual preço, hoje já se fazem decks com a madeira de pinus tratada em autoclave.

    A minha sugestão é você fazer um estudo de preço para ver se compensa o custo x benefício.

    Abraços.

    Guto

    ResponderExcluir
  8. Olá gostaria de saber como faço para Pintar de branco o que usar , se tem algum produto que usa antes em fim aguardo. Adorei o blog parabéns.

    ResponderExcluir
  9. Olá, obrigado por visitar o Blog Lazer na Madeira.

    Após lixar bem, como primeiro acabamento de fundo, eu sugiro uma mão de tinta latex PVA branca. Isso substitui de forma mais econômica o fundo preparador.

    Na sequência, pode utilizar o esmalte acrílico branco podendo ser brilhante ou fosco, depende do efeito que você deseja. O esmalte com brilho ajuda na ora de limpar.

    Abraços.

    Guto

    ResponderExcluir
  10. Comprei um banco que vira mesa de pinus tratado está lixado e montado gostaria de passar cera até pelos movimentos a ser utilizados não se perder se o verniz grudar, qual a dica de passar a ceracomo fazer

    ResponderExcluir
  11. Olá, obrigado por visitar o blog lazernamadeira,

    Essa dica abaixo é de um membro da lista marcenariahobby chamado Renato. Na ocasião ele mandou uma foto do trabalho acabado que ficou sensacional. Eu guardei a dica mas ainda não tive oportunidade de exercitar.

    Acredito que se o acabamento do seu banco estiver bem feito (ja lixado) você poderá pular etapas.

    Ai vai a dica:

    "Você lixa a madeira com uma 220 para o acabamento fino, ao terminar passe uma estopa para tirar todo o pó, em seguida passe uma demão de seladora e deixe secar bem.

    Depois de seco passe uma lixa 320 ou para tirar o excesso de seladora e marcas de pincel, passe novamente a estopa para tirar o pó e mais uma demão de seladora e deixe secar bem.
    Lixe novamente, limpe muito bem com a estopa.

    Para encerar você vai precisar de dois pedaços de estopa e uma cera para madeira.
    Começe pela parte interna da peça, passe a cera com a estopa em toda a area e logo em seguida para a estopa limpa para tirar o excesso de cera e para dar brilho.

    Esta técnica pode ser utilizada em portas, corrimâo, peças de madeira bruta, etc."

    Abraços.

    Guto

    ResponderExcluir
  12. Amei seu blog,mas to com dúvida:eu e meu marido estamos fazendo um aparador de pallet(eucalipto)pra sala,tenho q passar seladora e ddepois verniz no caso quero cor imbuia ou posso passar o polistem q já tem nessa cor e já trata a madeira e nos dois casos tem o verniz transparente e coloco uma veladura e tem tbm o polistem transparente,tem tanta opção q to perdida!!HELPPPP!

    ResponderExcluir
  13. Olá Vera, obrigado por visitar o Blog Lazer na Madeira!

    Uma das vantagens do "verniz stain" é justamente dar a cor desejada para a madeira e você poderá encontrar na cor imbuia. Nesse caso você não precisa passar nada mais além do verniz, porém, capriche nas "demãos", por ser um verniz de alta performance basta somente ele.

    Espero ter ajudado. Precisando de algo mais escreva.

    Abraços.

    Guto

    ResponderExcluir
  14. Oi guto estou com uma dúvida , espero que vc possa me ajudar , fiz uma cada de pinus normal sem tratamento , pois não e para muitos anos , quero pintar pois a madeira já começou a escurecer mais queria pintar com uma cor de madeira nobre , mais estou com muita dúvida , não sei qual cor devo usar e tb não sei se vou consegui

    ResponderExcluir
  15. Olá, você pode mandar uma foto para o me e-mail gutoo@me.com. Eu desejo ver antes de opinar. Obrigado.

    ResponderExcluir
  16. Obrigado pela atenção , amanhã mando a foto da casa , estou com muito receio de não ficar uma cor legal , pois já vi várias casas pintadas com cor de madeira e não ficaram um tom legal

    ResponderExcluir
  17. Belo tutorial. Uma pergunta: qual a espessura das tábuas? []s

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mauro, obrigado por vistar o Blog Lazer na Madeira. As tábuas são de espessura padrão, cerca de 2cm.

      Excluir